18.6.10

Sem Green e sem futebol

Muito se atribuiu o resultado entre Inglaterra e Estados Unidos apenas à falha do goleiro Robert Green. Pressionado pela imprensa e pela opinião publica, Fabio Capello resolveu mexer no gol, com David James assumindo a meta do English Team – mais a volta do meia Gareth Barry, que era titular anteriormente e estava se recuperando de lesão no tornozelo. Porém, mesmo com as mudanças, a Inglaterra, efetivamente, pouco mudou seu modo de jogar dentro de campo: diante da frágil Argélia, um futebol burocrático e previsíviel que culminou com o empate sem emoção e sem gols - justíssimo, por sinal.

A entrada de Barry serviria para liberar Gerrard e Lampard na armação de jogadas e municiar o ataque. Na prática, os dois talentosos meio campistas pouco apareceram, deixando Rooney – ainda visivelmente fora de ritmo – largado a própria sorte dentro do mar de camisas verdes dos Fennecs. Aliás, dentro de suas limitações, a Argélia fez boa partida e até assustou os ingleses quando se propôs a atacar, principalmente com o habilidoso meia Karim Ziani.

Além da pouca efetividade da armação, Heskey foi, novamente, um zero à esquerda no ataque. E ao contrário da partida de estreia contra os Yanks, os laterais Johnson e Ashley Cole pouco fizeram para desafogar o congestionado meio-campo, o que certamente facilitou a vida dos zagueiros argelinos.

Porém, o emocionante empate proporcionado por Eslovênia e Estados Unidos mais cedo deixou o Grupo C embolado. Até a insossa Argélia tem chances de beliscar vaga à próxima fase – algo que parece improvável, apesar das zebras soltas por aí. Aos ingleses “basta” vencer os surpreendentes eslovenos para carimbar vaga nas oitavas. Contudo, mais do que mudar apenas peças específicas (ainda assim, é necessária a saída urgente do ineficiente Heskey do ataque), a Inglaterra terá que mudar sua atitude em campo. E os craques ingleses como Lampard, Gerrard e Rooney precisam chamar a responsabilidade que lhes é devida.

2 comentários:

Rafael Zito disse...

Fala André....

A Inglaterra está irreconhecível... uma vergonha... incrível como o Capello insiste com o Heskey...

Acho q é a pior seleção ateh agora... por isso acho q me lasquei no bolão do Terra... coloquei eles como campeões hahaha

Abraço e bom trabalho pela madruga

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver meu Curso de Informática online. Emily Nascimento