4.1.09

Melhores de 2008 – UEFA

Desde 2001, a UEFA – entidade que comanda o futebol na Europa – promove entre os internautas a eleição do Team of the Year. Nele, o usuário escolhe seus onze favoritos, mais o técnico e o capitão da equipe. Mesmo estando em meio a temporada européia, foi um ano bem movimentado, tanto pelas competições domésticas quanto pela disputa da Euro 2008, sediada em conjunto por Áustria e Suíça. Como a época de festas é época de fazer listas, quero justificar minhas escolhas baseadas neste ano que está acabando. O esquema tático de escolhas utilizado pelo site foi o 4-4-2.

Goleiro - Van der Sar (Manchester United)
O veterano goleiro holandês, de 38 anos, mostra que a idade não o impediu de fazer uma grande temporada. Mesmo contando com uma zaga de respeito no United, sempre que o Gigante Verde foi exigido, não decepcionou. Prima pela boa colocação e por não ser “espalhafatoso” embaixo dos quatro paus, o que não não o impede de nos brindar com grandes intervenções. De grande valia na conquistas da Premier League, Champions League - onde foi agraciado com a defesa derradeira do pênalti cobrado por Anelka – e do Mundial de Clubes da FIFA, também fez boa Eurocopa com a Holanda. Na dúvida entre o holandês e Casillas, escolhi Van der Sar, por ser mais regular que o espanhol, que teve seu grande momento na excelente participação no título europeu pela Fúria. Outros candidatos: Casillas (Real Madrid), Cech (Chelsea), Adler (Bayer Leverkussen) e Akinfeev (CSKA)

Lateral-Direito – Maicon (Inter)
Certamente é a posição mais carente de nomes no futebol atual. Maicon - titular absoluto da Seleção de Dunga – alia o bom preparo físico a eficiência na composição na linha de defesa da Inter a agudez no apoio ao ataque. Não é um exímio passador, mas é veloz, faz as ultrapassagens com maestria e compensa a participação em cruzamentos eficientes com boas finalizações ao gol. Outros candidatos: Sérgio Ramos (Real Madrid), Bosingwa (Porto/Chelsea), Sagna (Arsenal) e Anuykov (Zenit)

Zagueiros – Terry (Chelsea) e Ferdinand (Manchester United)
O primeiro, além de ótimo zagueiro, é um líder nato. Capitaneou o Chelsea nos bons resultados da zaga Blue, além de ter sido eleito o melhor zagueiro da última Champions. Rival no futebol inglês, mas parceiro no English Team, Ferdinand é forte, tem bom senso de colocação e formou com Vidic o melhor miolo de zaga da Europa na última temporada. Cristiano Ronaldo e cia. podiam atacar tranquilos: atrás, Ferdinand era o cão de guarda de Ferguson. O grande revés para a dupla é o fato deles não terem disputado a Euro com a Inglaterra. Mas a boa temporada nos clubes compensou o fracasso do English Team em 2008. Outros candidatos: Carragher (Liverpool), Ujfalusi (Fiorentina/Atlético de Madrid), Ricardo Carvalho (Chelsea), Vidic (Manchester United), Puyol (Barcelona), Marchena (Valencia), Chiellini (Juventus) e Pepe (Real Madrid)

Lateral-Esquerdo: Capdevilla (Villarreal)
Sempre mediano no futebol espanhol, alcançou destaque atuando pelo Deportivo La Coruña de onde foi contratado pelo Villarreal, em 2007. Apesar de sua parcela de importância no vice-campeonato espanhol do Submarino Amarillo de 2007/08, teve seu grande momento atuando pela Espanha na Euro, onde fez boas jogadas pelo flanco esquerdo formado com David Silva. É um lateral mais balanceado, não ataca incisivamente e defende bem. Prova disso é o fato de ter praticamente anulado as investidas de Schweinsteiger na final da Eurocopa, contra os alemães. Outros candidatos: Lahm (Bayern Munique) Zhirkov (CSKA), Evra (Manchester United) e Van Bronckhorst (Feyenoord).

Volante: Xavi (Barcelona)
Sempre constante no Barcelona, Xavi Hernández foi eleito com justiça o melhor jogador da Eurocopa. Além do eficiente auxílio à defesa, tem grande qualidade no passe, chute de média distância e faz o elemento-surpresa com maestria. A grande fase que atravessa o Barcelona na segunda metade de 2008 tem grande contribuição deste exemplo de jogador versátil e moderno, aplicado taticamente e muito voluntarioso. Outros candidatos: Tymoschuk e Zyrianov (Zenit), Marcos Senna (Villarreal) e Mehmet Aurélio (Fenerbahçe/Betis).

Meia-Direita: Cristiano Ronaldo (Manchester United)
Favorito para vencer o prêmio de atleta do ano da FIFA, Cristiano Ronaldo chega ao fim de 2008 com conquistas coletivas e pessoais mescladas: campeão inglês europeu e mundial pelos Red Devils - sendo artilheiro das duas primeiras. Chuteira de ouro em 2007/08, ficou devendo - assim como toda a equipe portuguesa - na participação durante a Euro e se recuperou de um período contundido, readquirindo aos poucos a boa forma. Mas o execelente primeiro semestre o credencia não só a meia-direita desta seleção, mas também como o melhor jogador dela. Outros Candidatos: Schweinsteiger (Bayern Munique), Gerrard (Liverpool), Javier Zanetti (Inter) e Hamit Altintop (Bayern Munique)

Meia-esquerda: David Silva (Valencia)
Outro destaque espanhol da Eurocopa, David Silva há tempos faz boas temporadas pelo Valencia. Alvo de cobiça dos gigantes do continente, renovou seu contrato com os Ches por cinco temporadas, mas sofreu grave contusão em setembro e só retorna em 2009. Outros candidatos: Sneijder e Robben (Real Madrid), Ribéry (Bayern Munique) e Iniesta (Barcelona).

Meia-ofensivo: Frank Lampard (Chelsea)
De futebol sempre regular e objetivo, teve seu principal momento em 2008 o jogo final contra o Manchester United, pela final da Champions. Liderou um Chelsea incisivo, marcou o gol de empate e ainda acertou a trave de Van der Sar, mas não conseguiu evitar a dolorosa derrota nos pênaltis. Alcançou marcas importantes, como a marca de oitavo maior artilheiro da história do Chelsea, conquistada em fevereiro. Outro que foi podado de uma temporada melhor por conta da ausência da Inglaterra da Euro, mas que compensou com uma excelente temporada nos Blues. Outros candidatos: Fabregas (Arsenal), Arshavin (Zenit), Ballack (Chelsea) e Modric (Dínamo Zagreb/Tottenham).

Atacantes: Ibrahimovic (Inter) e Messi (Barcelona)
Principal nome da Inter e da Suécia, Ibrahimovic foi deixado injustamente de lado na eleição dos melhores da FIFA, como exposto há alguns dias neste blog. Habilidoso, forte e imprevisível, tem lugar cativo em qualquer seleção do mundo, quando tratamos de atacantes. Já Lionel Messi é a maior esperança da Argentina para a próxima Copa do Mundo. E com a saída de Ronaldinho para o Milan, não teve medo de assumir a camisa dez e de se tornar a principal estrela do Barcelona. O crescimento do Barça no segundo semestre e a vitória olímpica argentina têm relação direta com o vistoso futebol do argentino, que também figura na disputa de melhor atleta do mundo com Cristiano Ronaldo. Outros candidatos: Del Piero (Juventus), Torres (Liverpool), Benzema (Lyon), Rooney (Manchester United), Villa (Valencia), Agüero (Atlético de Madrid), Güiza (Mallorca/Fenerbahçe) e Adebayor (Arsenal).

Técnico: Alex Ferguson (Manchester United)
Comemorando 22 anos à frente do Man United, Ferguson comandou um ano arrebatador: quatro títulos à frente da equipe. Montou uma equipe versátil e equilibrada entre defesa e ataque. Ao contrário de Aragonés, que apesar de campeão europeu de seleções, teve seu trabalho muito contestado por boa parte da torcida e imprensa e não ainda não se firmou no Fener, Ferguson é quase unânime e mais constante. Outros candidatos: Temuri Ketsbaia (Anorthosis), Fatih Terim (Turquia), Luís Aragonés (Espanha/Fenerbahçe) e Dick Advocaat (Zenit).

E você, caro visitante? Concorda ou discorda? Monte sua seleção e vamos compará-las!

PS: Com o início da Copa São Paulo de Juniores e na falta de tempo para postar e encontrar na grande mídia análises deste celeiro de novos talentos, indicamos a excelente cobertura do site Olheiros, especializado em futebol de base e parceiro do Opinião FC:
Preview parte 1 Preview parte 2 Cobertura

6 comentários:

Zyr8 disse...

e o amauri nem pensar né??? na minha opnião seguiu a tendência dos brasileiros q não curtem futebol tanto assim... Inter, Barça, chelsea e manchester com uma intromissãozinha do valência.......

Thiago Barretos disse...

Amigo André. Concordo em partes c/ a sua seleção... Para ser sincero, só achei que está muito espanhola...
Certamente trocaria Capdevilla e David Silva por Lahm e Ribery.
Agora, na lateral direita não sei se eu ficaria com o Maicon. Talvez optasse pelo Sérgio Ramos, mas sei lá, é uma disputa bem acirrada.
Abraço

Leandrus disse...

Desta seleção, trocaria apenas os laterais. Capdevilla, porque acho que não teve tanto destaque assim durante o ano e principalmente durante a Eurocopa. Maicon, porque principalmente após ir a dois jogos da Seleção aqui no Brasil em 2008 o achei muito limitado no ataque, principalmente quando possui pouco espaço, sendo capaz de errar passes muito bobos e de fazer cruzamentos muito ruins; enfim, me pareceu que as vezes nao sabe muito bem o que fazer com a bola. Porém, tenho dificuldade em saber quem colocar no lugar dos dois, já que atualmente acho uma tarefa difícil achar laterais que mereçam o título de melhor na posição.

Ateh!

Fernando BH disse...

Bom time, mas inverteria: Lampard na meia-direita e Cristiano Ronaldo de meia-atacante. Espero que em 2009 nossa parceria continue forte! Felicidades a todos os colegas jornalistas do Opinião FC!

Fernando BH
http://afaladabola.blogspot.com

Carlos Junior disse...

Olá Galera, So Tô Aki

Me Disseram Que Tú Quer Fazer o blog Crescer
Por Isso Te Ofereço Uma Parceria:

Sou Do Blog O Sentimento Não Pára
Tivemos + 800 Acessos em 1 Semana e Meia de Vida
http://vascaominhapaixao.blogspot.com/

A Parceria Que Qro Fazer É o Seguinte:
Te Ofereço Um Espaço no Meu Blog, Onde Vc Quiser
e Em Troca, Vc Coloca o Link do Nosso Blog Lá No teu.

É Só Isso, Ai Poderemos Crescer Ainda Mais Juntos!
Tomara Que Tope!

Abração e Me Responde

Filipe Araújo disse...

Só mudaria o técnico.Um homem que consegue levar a seleção espanhola a um campeonato merece gahar prêmio até morrer! jajajja

Saludos!

http://gambetas.blogspot.com

- O Gambetas está de volta!