20.8.08

Maldita Copa América...

Nosso querido amigo André Augusto, o Coxa, em um momento de revolta contra a seleção olímpica e, particularmente, contra seu treinador amigo da Branca de Neve, afirmou que metade dos brasileiros queriam a medalha de ouro no futebol e que outra metade queria que a seleção perdesse para se ver livre do treinador. Estatística mais do que exagerada, claro; na hora do jogo, todos queremos ver o Brasil jogando bem. Eu diria, porém, com certa firmeza que essa é a desculpa que consola a maioria da pátria depois do fiasco diante da Argentina. “Pelo menos o Dunga sai dessa vez...”.

Dunga nunca foi unanimidade. Como jogador, eu quero dizer. Treinador ele jamais foi. Apontado diretamente por Ricardo Teixeira, talvez embalado pelos bons resultados de Marco Van Basten na Holanda, o ex-capitão se deu ao luxo de estrear na maior seleção do mundo. Na minha opinião, uma verdadeira ofensa às tantas pessoas que dedicam décadas de suas vidas a profissão de treinador.

Sua missão era de renovação. Com seu estilo durão e sua garra de eterno capitão, esperava-se que Dunga colocasse as estrelas pra jogar, convocasse quem merecia, livre de interesses de patrocinadores. O que vimos foi uma série de convocações confusas, com jogadores que são reserva em seus clubes sendo titulares da seleção, em um combinado que parece ter como requisito inicial a contratação da Europa.

A convocação pra olimpíada foge um pouco dessa situação. Talvez pelas regras da competição, os selecionados provavelmente chegam próximo ao melhor elenco possível. Porém, as condições em que essa convocação se deu já mostravam o futuro do time: os grandes clubes da Europa não liberam seus jogadores, à revelia da CBF, e o Rei da CBF convoca uma estrela fora de forma sem o consentimento do treinador. Durante as partidas, substituições que ninguém entende e insistência em manter jogadores que não estavam rendendo em campo, como Diego.

Os mais exaltados, durante o jogo de terça, devem ter deixado escapar pelo canto da boca: “Maldita Copa América!”.

6 comentários:

Felipe Moraes disse...

"Maldita Copa América!"
Maldita, dissimulada e enganosa Copa América!

Abraço,
Felipe Moraes

gerson disse...

Perder pra Argentina não é anormal. o brabo é não jogar nada.

André Augusto disse...

Teve gente que torceu contra. Não a metade. Quem sabe 1/5...rs

E esse ônus ca conquista da Copa América eu já tinha apontado no meu post pós-título, ano passado.

E estamos pagando bem caro. Excelente texto, Paca!

carlos pizzatto disse...

Foi o troféu da Copa América que segurou Dunga até aqui, mesmo.

Francisco Castro disse...

Olá, gostei muito do seu blog.

Parabéns!

Um abraço

Lord_nick disse...

hum.... já é a 5º vez que vejo este blog! hahuahauahuaha