3.2.09

Educação é bom...

Já dizia aquele velho ditado que ouvimos desde o berço. A atitude de Muricy para com a imprensa após a derrota do São Paulo frente ao Santo André no Morumbi é lastimável. Primeiro, porque desrespeita profissionais, que como ele, bem ou mal, estão exercendo seu trabalho. E também para com o próprio torcedor são-paulino, o qual acompanha a coletiva em busca de explicações para a má jornada da equipe.

Alguns fatores tornam o episódio mais estranho: não houve nenhum erro de arbitragem escandaloso que favorecesse o Ramalhão. Simplesmente, a equipe se portou melhor na casa do adversário – muito mais forte tecnicamente. O São Paulo se apresentou bem depois dos seus concorrentes na preparação para o Paulistão e apresentou sete novos reforços, o que fez Muricy implantar um “rodízio” no elenco nestas quatro primeiras rodadas. Portanto, um tropeço – apesar de não ser normal – não seria nada de outro mundo, já que são quatro as equipes que se classificam às semifinais. Por último, o Tricolor estava há cinco meses e meio sem derrota – por 1-0 frente ao Grêmio, pela rodada inicial do returno do Brasileirão – o que mostra a impressionante regularidade do técnico, marca registrada de seu trabalho à frente do São Paulo, fato que a imprensa cansou de exaltar em 2008.

Por isso, a irritação e o sarcasmo de Muricy foram totalmente desnecessários e descabidos durante a coletiva. Não que a relação entre profissionais de imprensa e do meio esportivo seja florido, como nas mesas redondas da TV aberta, de beijo pra lá e merchan pra cá. Mas deve existir o mínimo de respeito e de tolerância entre ambos. Ficaria melhor se o técnico dissesse que não teria coletiva naquele dia, já que não é obrigado a responder as perguntas – mas acho que todos os profissionais deveriam, pois na hora dos louros todos querem aparecer. Tanto é que a ESPN/Eldorado resolveu, através de seu diretor de esportes, José Trajano, boicotar Muricy até que ele se retrate publicamente sobre o fato. “Um técnico tão vitorioso, tão bem tratado por nós, não pode ter um comportamento assim. Não é nada contra ele ou contra o São Paulo, mas o jornalista está lá trabalhando e não pode ser tratado dessa maneira. Não sei até quando vai durar, vai acabar um dia”, desabafou o jornalista durante a mesa-redonda “Linha de Passe” da ESPN desta segunda.

Muricy é atualmente o melhor e mais eficiente técnico do Brasil, como comprovou com a fantástica arrancada para a conquista do tricampeonato brasileiro, ano passado. Conhecido como perfeccionista, é notório que é dever dele aparar as arestas dentro do time para que este continue a sua hegemonia no futebol brasileiro – tanto é que no treino desta terça, ele fechou o treino para uma longa conversa com o elenco. Mas deveria medir um pouco mais suas atitudes no trato com a imprensa.

10 comentários:

Filipe Araújo disse...

Um verdadeiro absurdo. Não se pode tratar asism um profissional. O repórter, com certeza, não estava lá porque queria.

Saludos!

http://gambetas.blogspot.com

Vinicius Grissi disse...

O Muricy precisa aprender com este fato. Ganhou, finalmente, grandes proporções. É preciso lembrar que esta está longe de ser a primeira vez que ele dá uma destas.

Danilo Damasceno disse...

O fato é que no outro dia da entrevista o que reprcute é a falta de educação do treinador, isso é ruim pra ele,para o São Paulo e principalmente para a imprensa. Que os dirigentes tricolores deêm um chega pra lá no treinador.Abração

Net Esportes disse...

Engraçado é que todos estão acostumados com essa rispidez do Muricy, fizeram um monte de matéria sobre isso, sobre ele dar risada no final do ano, deixou de ser carrancudo e tudo mais, aí o time perde depois um tempo enorme sem derrota, até por mérito do adversário, o que é pior... e aí o técnico volta a ficar irritado e seco e até grosseiro e todo mundo faz essa tempestade toda ..... acho que o Muricy até precisa manter a calma, mas todos já deviam esperar isso..... e se o repórter estava realmente rindo de alguma coisa no meio de uma entrevista que os próprios repórters julgam importante, o Luxemburgo é um dos mais sarcásticos e de repostas atravessadas, mas ao invés de promover boicotes todos vão é com medo dele e preparados, mas o Muricy tem que ser escurrassado porque (como de costume e todos sabem) tava irritado ........

André Augusto disse...

Engraçado é que durante o monte de elogios (merecidos, diga-se de passagem) pela bela campanha do ano passado, ele tava mansinho...

Ele tem direito de estar iritado com a equipe, é a função dele. Mas daí desrespeitar o profissional, não concordo. Não tem que ter medo e sim, respeito.

Deni disse...

sou sao paulino e digo...qér se aparecer vai aparesentar o domingao do faustão iahsiauhsiuahsuiahuias

vamos ver se vencendo hojeele esfria a caxóla
pq a libertadores num será faicl naum!

abraço e quandopuder
me visitaR:
www.bagageirodocurioso.spaceblog.com.br


[ki gay isso]

Breiller disse...

Cara, certa vez, conversando com alguns amigos setoristas que já cobriram Galo, Santos e São Paulo, eles me disseram que esse trato do Muricy com a imprensa (que também é característico do Leão, do Galo), é pura jogada de marketing pessoal dos dois.

E faz sentido. Até porque a picuinha deles não é estendida a todos os jornalistas ou a todos os órgãos de imprensa. Tem uns que eles sempre tratam bem, independente da situação. As patadas são sempre direcionadas, geralmente àqueles que podem dar boas doses de repercussão e sensacionalismo aos fatos.

Tanto Muricy quanto Leão veem no jeito rude de tratar uma parte da imprensa uma forma de impor respeito, autoridade. Cabe a imprensa não cair muito nesse joguinho e engolir alguns sapos ao invés de polemizar em cima de alguns maus tratos.

É claro que nada justifica a irritação gratuita dos treinadores. Mas antes deixar pra lá e administrar algumas situações desconfortáveis a polemizar em cima de um jeito de ser (e se impor) que dificilmente vai mudar.

Ricky_cord disse...

Olá indiquei o teu blog ao selo olha que blog maneiro no Futebol-bonito

gerson disse...

pô, o cara fica cinco meses sem perder, aí perde uma partida e fica desse jeito? ora, perder é normal, o anormal é ficar esse tempo todo sem perder, ainda mais para um time como o são paulo que não tem nada de espetacular. é um bom time, bem armado e com plantel qualificado, mas não é o santos do pelé.
andré, vi a reportagem do sport TV. muito legal.
mas a vida do xavante não vai ser fácil. o time tá nitidamente com preparo físico bem abaixo dos demais times do interior. hj empatou a segunda em casa. antes da estreia só deu tempo de fazer um treino com bola. o brasil vai ter q suar a camisa pra não cair.
Abraço!

Rafael Igor disse...

Indicamos o seu blog para o selo "Olha que Blog Maneiro". Confira as regras lá no Passes de Letra (http://passesdeletra.blogspot.com/2009/02/selo-olha-que-blog-maneiro.html)

Abraço,

Rafael Igor
www.passesdeletra.blogspot.com