11.11.08

O que fazer?

A fase não é boa mesmo no Palmeiras. Depois de apresentar queda de rendimento e cair para o quarto lugar no Brasileiro, Wanderley Luxemburgo, Marcos e o elenco não parecem estar em sintonia. A situação teria começado a mudar quando Marcos fez crítica pública ao rendimento da equipe, e Diego Souza respondeu com a velha expressão de que roupa suja se lava em casa. Luxemburgo não gostou da declaração dos dois jogadores e falou que ia ter uma conversa com o goleiro, proibindo o ídolo do Verdão de dar declarações como essa.

Agora a coisa ficou mais que complicada. Além de motivar o grupo depois da derrota para o Grêmio (apesar de dizer que está fora da briga pelo caneco), Luxemburgo tem um grande dilema. Repreender ou não o goleiro Marcos, que foi para o ataque quando a partida ainda não tinha nem chegado aos 30 minutos do segundo tempo, mesmo sem ter autorização do chefe, que gritava na beira do campo. Se afastar o goleiro, fica mal com a torcida, que chama o goleiro de "São Marcos". Se fizer vista grossa, perde o respeito do elenco.

Alguns cartolas palmeirenses, segundo publicado pela Folha de S.Paulo de terça-feira (11/11), disseram que Marcos foi ao ataque, mesmo contrariando o treinador, em protesto pelo futebol de seus companheiros. Como foi proibido de fazer críticas depois do jogo, fez o seu protesto dentro de campo. Os cartolas não acreditam em problema dele com o Luxemburgo. Ainda na Folha, alguns atletas teriam atuado contra o Grêmio contrariados com a atitude da diretoria, que teria oferecido ajuda (a tal de mala branca) à Portuguesa na partida contra o São Paulo, mesmo atrasando o pagamento em alguns momentos.

Sem entrar na questão da existência ou não de um problema interno, a atitude do Marcos prejudicou bastante o Palmeiras. Ao se lançar no ataque, mostrou o descontrole do time. Com quase 20 minutos de jogo, contando os acréscimos, o Palmeiras tinha totais condições de chegar ao empate, tocando a bola. Mas com o goleiro no ataque, o time precisava ficar levantando dando chutão para a área, abrindo mão de trabalhar a bola.

Luxemburgo terá que juntar os cacos nessa reta final, até porque corre sério risco de ficar de fora do G-4, fato impensável desde o início da competição. De grande favorito, o Verdão passa a brigar por uma vaga na Libertadores, segundo o próprio treinador. O próximo jogo contra o Flamengo, provavelmente embalado pelo Maracanã lotado, dirá qual o futuro da equipe.

- Veja o início da crise entre o goleiro e Luxemburgo, e as subidas ao ataque do goleiro contra o Grêmio:

4 comentários:

André Augusto disse...

Marcos realmente exagerou. Mas é fato que o rendimento do Palmeiras como um todo e Luxemburgo tem sua parcela de culpa.

O Palmeiras não mostrou frieza nos momentos capitais e por isso, está cada vez mais longe da disputa.

Filipe Araújo disse...

Respeito demais o Marcos. MErece uma estátua no Palestra. Mas acho que não precisa ficar fazendo média para a torcida. Está atrapalhando o ambiente do clube.

Saludos!

http://gambetas.blogspot.com

Pedro Mickey disse...

Marcao tah mais do que certo!O caro é palmeirensemesmo!Agora imagine voce jogando no gol do seu clube do coraçao,prescisando de um gol pra pelo menos continuar sonhando(mesmo enfraquecido,o Palmeiras segue na briga)e que seu time tem como dupla de ataque Lenny e Preá.É sofrivel demais para alguem que ama o clube como Marcos ama.E outra coisa que eu gostria de frisar é que o Luxemburgo nao é e esta longe de ser o mehor tecnico do brasil.Para mim,um profissional da bola que,com dois jogadores a mais contra camaroes e consegue perder,nao é tao bom assim.E outra,ele teve o Real Madrid em suas maos e fracassou tambem.Palmeiras faz boa campanha?Com 30 milhoes de reais anuais da Traffic só para contrataçoes eu tbm monto um timaço.

Saulo disse...

É, realmente o ambiente no Palmeiras não anda muito legal, mas não é a hora certa para acontecer isso. O Palmeiras ainda tem chance, mas não pode mais vacilar.