2.11.08

A maior decisão dos últimos anos

Um dos momentos decisivos da prova. Perseguição e posterior ultrapassagem de Vettel


Eletrizante! O GP do Brasil de Fórmula 1 tinha tudo para ser previsível, com Massa liderando de ponta a ponta e Hamilton administrando a posição até levantar o caneco. A vantagem do piloto inglês era confortável, o que permitia que ele controlasse a ânsia e ousadia que marcou os momentos decisivos da sua carreira. Mas felizmente, no esporte existe o inusitado, que traz a emoção e aumenta a paixão do torcedor. Antes da prova, quem diria que dois alemães decidiriam o futuro do campeonato? Um deles – Vettel – já havia mostrado que é um dos grandes e o outro – Glock –, atual campeão da GP 2, ainda é uma promessa. No final deu o previsível, mas da maneira mais imponderável que qualquer torcedor ou fã de automobilismo pudesse imaginar.

O título é extremamente justo se levarmos em consideração a categoria e a capacidade de pilotagem de Lewis, porém também seria justíssimo se fosse parar na prateleira ferrarista, pela também excelente habilidade de Felipe. O equilíbrio e os erros foram marcantes durante todo o ano.
Muitos vão achar culpados: o mecânico e sua engenhoca luminosa do pit stop deve ser o campeão de votos como vilão oficial dos brasileiros. Não crucifico em nenhum momento o funcionário da Ferrari. Erros acontecem. Como houve por parte de Felipe na Malásia e em Silverstone ou de Hamilton em Montreal. Isso sem contar as lambanças e troca-troca de pontos por conta das conturbadas decisões dos fiscais de prova, que “tentaram” punir de forma indireta quem saísse da “fila indiana” dos últimos anos. No balanço de 2008, Hamilton e Massa mostraram ao mundo que serão os grandes nomes da categoria nos próximos anos, ao lado de Alonso, Raikkonen e outras promessas em formação.

O final de prova em Interlagos coroou um campeonato que trouxe de volta aos brasileiros um verdadeiro ponto de referência na Fórmula 1. 2009 começará de modo diferente para quem acompanha a categoria, como já aconteceu neste ano. A decisão deste campeonato foi a mais emocionante que vi. Mais até que os títulos de outro brasileiro, Ayrton Senna, devido a carga de dramaticidade e pelas circunstâncias que se deu a última volta em São Paulo. Hamilton mostrou fragilidade no final da prova diante de Vettel – o que em nenhum momento tira o mérito da sua conquista -, que, ao contrário, provou que terá um belo futuro no automobilismo. Se os brasileiros ganharam um novo ídolo, os alemães já podem acreditar que Schumacher tem um substituto à altura.

Ahhh... Antes que também resolvam o crucificar, saio em defesa de Timo Glock, que foi heróico no final da prova. Arriscou, e assim como Trulli, segurou o quanto deu sua Toyota na pista. Foram cinco voltas com pneus de seco; o piloto tem seus méritos e trouxe dois pontos para a equipe de Colônia.

Ufanismo a parte, foi um grande ano. Massa amadureceu e se mostrou preparado para ser campeão. Hamilton começou a superar a fama de trapalhão afobado e se tornou com mérito o mais jovem campeão da categoria. Alonso, de volta para casa, evoluiu e segue mais vivo que nunca, começando 2009 como um dos favoritos, caso seu carro evolua um pouco mais. A categoria ganhou jovens e competentes promessas como Vettel e Kubica.

O próximo ano começará com novas regras, novos pneus e uma promessa de maior equilíbrio. Se as previsões se concretizarem, o fã de automobilismo terá grandes emoções pela frente.

8 comentários:

Felipe Brisolla disse...

Sensacional... Uma corrida única!!

Hamilton mostrou-se muito fraco nos momentos decisivos. Deixar o Vettel passar foi erro inadmissivel... Mas o título coroa um piloto destemido e que gosta de encarar os adversários no melhor estilo "arrojado".

Felipe fez uma prova perfeita e merece realmente ser valorizado.

Alonso terminou o ano com o melhor aproveitamento nas últimas cinco corridas e deixa claro que no ano que vem a história vai mudar.

Esse Vettel é um fenômeno e merece ser lembrado! Espero que ano que vem ele tenha carro para disputar posições melhores!

Ou seja, mal posso esperar pelo ano que vem!!

Arthur Kleiber disse...

Foda mesmo... O Hamilton teve a estrela e a sorte que lhe faltou no ano passado, quando passou por Glock nos últimos metros, já que o alemão não tinha condições de continuar de lutar por posição (muitos jornalistas conferiram os pneus do seu carro pra garantir, e o alemão falou a verdade).
O resultado foi o que se esperava, mas não com a emoção da última volta.
O pai de Hamilton resumiu para a família Massa o desfecho da temporada: "Eu sei bem o que eles estão sentindo. É o que eu senti no ano passado", disse o pai do campeão.

André Augusto disse...

Quase o Hamilton amarela de novo...quase. A ultrapassagem do Vettel foi sensacional. E Massa fez uma corrida perfeita, de campeão. Só não o fez por erros da Ferrari ao longo da temporada.

Net Esportes disse...

Foi demais mesmo o final da temporada, o Hamilton mereceu por tudo que fez no ano, o Massa merecia pela circustância da última corrida... o título ficou em boas mãos sem dúvida...

Net Esportes

Fábio Leopissi disse...

Não é por nada...
Mas foi td como eu disse q seria... Menos as duas últimas voltas, claro!!!

Saulo disse...

O Massa fez uma excelente corrida, mas infelizmente não foi o suficiente. O que aconteceu com o Massa foi impressionante, inacreditável, mas isso é coisa do esporte e tenho certeza que o Massa vai seguir firme e forte para a próxima temporada.

Felipe Moraes disse...

A corrida mais emocionante dos últimos tempos, sem dúvida!

Abraço,
Felipe Moraes

Erick Amirat disse...

Achei a corrida de ontem sensacional coroada por uma apresentação de Massa que fez a torcida lembrar dos áureos tempos em que um certo Airton Senna pilotava um carro desses. No mais, o título ficou em boas mãos com Lewis Hamilton, no entanto, não consigo engulir erros infantis da Scuderia italiana que minaram sem dúvida a chance de Massa fazer a festa no Brasil. O erro de Cingapura por exemplo no meu ponto de vista foi inadimissível por tudo que é investido na equipe. Erros acontecem, concordo. Mas alguns não podem acontecer. No mais teremos um 2009 excelente na categoria, com vários pilotos com condições de título. Uma aposta: Vettel, esse alemão com um carro bom nas mãos vai dar trabalho. Se com um STR ele foi uma surpresa em 2008, com um carro bom em 2009 ele pode se tornar realidade.