28.10.08

De novo?

Adriano envolvido em mais uma polêmica: Aprendizado zero

Parece que o atacante Adriano da Internazionale não aprendeu nada com alguns erros de conduta cometidos em um passado não tão distante. Afinal, no último domingo, após o magro empate da Inter frente ao Genoa, em pleno Giuseppe Meazza, o atacante foi para uma noitada ao lado do compatriota Ronaldinho Gaúcho.

Não obstante, o atleta revelado pelo Flamengo conseguiu a proeza de atrasar-se nos treinamentos desta última terça-feira. O técnico José Mourinho, que sempre se mostrou preocupado com o lado “baladeiro” do brasileiro, não tolerou sua indisciplina e resolveu punir o atleta.

Resultado? Adriano, que recentemente conseguira um lugar entre os titulares nerazurri, foi mandado embora mais cedo do treino e sequer viajará com o restante da equipe para Florença, quando a Inter pegará a Fiorentina, na próxima quarta-feira.

Após esse episódio, acredito que fica realmente difícil entender a cabeça de Adriano. Depois de tudo o que passou durante o ano de 2007, quando foi mandado para a geladeira pelo ex-técnico Roberto Mancini justamente por problemas semelhantes, esperava que, enfim, o Imperador tivesse aprendido a lição.

Mais maduro, com 26 anos, o atacante age como se fosse um atleta que acabou de sair dos juniores e quer curtir a vida recém-famosa. Puxa, será que ninguém consegue colocar na cabeça do ex- são paulino que ele é um nome marcado e que deve tomar cuidado para não exagerar na liberdade que lhe é concedida?

Infelizmente, há outros exemplos de jogadores profissionais que, sempre que podem, burlam os rígidos horários, chegam tarde em casa, se atrasam nos treinamentos ou coisa parecida. Felizmente, no mundo da bola, esses tipos estão cada vez mais escassos e perdem espaço em seus times, dia após dia.

Prova disso foi a dispensa do lateral-direito Éder pelo São Paulo. O ex-noroestino, que já vinha sendo pouco utilizado pelo técnico Muricy Ramalho e não deveria permanecer no clube até 2009, acabou saindo mais cedo do Morumbi, supostamente por ter exagerado em alguma noitada.

Além disso, os próprios torcedores, aos poucos, percebem que atletas boêmios mais prejudicam seu clube do que ajudam. Por acaso, alguém gostaria de contar com Diego Tardelli em seu time? Apesar de toda sua habilidade e inteligência, serei sincero: eu não...

Alguns jogadores têm que entender que o futebol é seu meio de trabalho, seu “ganha-pão”. Diferentemente de nós, atletas de fim de semana, futebol não é o seu momento de lazer. Envolve dinheiro, paixão. Aliás, diga-se de passagem, são pagos, e muito bem pagos, para exercerem esse tipo de profissão.

6 comentários:

Felipe Brisolla disse...

Infelizmente falta cérebro para a maioria dos jogadores. E isso não é arrogância de jornalista, apenas uma constatação comprovada na prática...

O caso do Adriano é uma pena mesmo, pois se trata de ótimo atacante e uma boa pessoa. No entanto, sem cérebro!

Ah, e só mais uma coisa: O Diego Tardelli é inteligente??? Não sabia...

Fabio disse...

Pois é. Falta estrutura emocional, familiar, social etc..
O pior é ver esse tipo de jogador "atirando pela janela" o sonho da esmagadora maioria dos jovens brasileiros. Como já diz aquela música do Skank, "quem não sonhou em ser um jogador de futebol"?
Tudo bem... dinheiro não vai faltar (a menos que transforme tudo em bebidas e drogas, o que no caso do Adriano não podemos desconsiderar totalmente) ... a fama deve continuar também, já que pelo menos nos noticiários de "fofocas", e até mesmo nos policiais, eles sempre continuam transitando...
Mas... e a chance de ser um ídolo, de cravar o nome na história com títulos e recordes? A oportunidade de jogar futebol para milhões, em estádios lotados? Fazer um gol de título no último minuto? Jogamos em qualquer gramado esburacado, tendo como "público" nossos próprios colegas, geralmente com latinhas de cerveja na mão... e adoramos! Imaginem a oportunidade de jogar para multidões?
E esse tipo de jogador, com a rápida fama e fortuna, rapidamente se esquece desse sonho inicial.... se é que algum dia se importou com o futebol!

Fábio Leopissi disse...

Como postei no dia 1º de março neste blog:

"...Pois esse jogador é o Adriano. Que mais uma vez mostrou-se irresponsável e não merecedor de tantas oportunidades. As vezes penso que faz isso, exatamente por saber que sempre haverá outro pateta passando a mão em sua cabeça. Pois bem Adriano, essa não será sua última chance, haverão outras e outras, pois patetas não faltam por aí. Porém, mais uma vez você mostrou-se apenas moleque e não merecedor do que tem. Um Imperador de papel!"

Ele jamais vai aprender, penso até que um dia será um Casagrande. É uma pena, pois a força física tem prazo de validade e restará apenas cérebro para jogar futebol - nesse momento virão mais críticas, banco de reservas, depressão e mais festas regadas a.... enfim... tudo!

Filipe Araújo disse...

e aí vai Adriano. Seguindo (ou encurtando) seu caminho em alto nível.

Abrazo!

http://gambetas.blogspot.com

Arthur Kleiber disse...

Realmente é lamentável... depois do ano passado, quando foi afastado pelo Mancini, corre o risco de repetir o feito com Mourinho, pois é a segunda vez que pisa na bola com o português...

Sobre o Éder, só uma consideração: pelo que saiu na imprensa, jogadores titulares (Rodrigo e J.Wagner) estariam com ele na balada, mas apenas o lateral foi punido...

Saulo disse...

O Adriano é um bom jogador, mas parece que quer jogar a sua carreira fora.