19.9.10

Profissionalismo para Neymar

Nos últimos dias, inevitavelmente, o assunto mais falado na imprensa esportiva é o comportamento destemperado de Neymar para com seu técnico, Dorival Júnior, o capitão de sua equipe, Edu Dracena e outros fatores que (supostamente) aconteceram já nos vestiários da Vila Belmiro, após a partida da última quarta, diante do Atlético-GO.

Como toda polêmica, um festival de besteiras tomou conta da mente de alguns (famosos) membros da imprensa esportiva nacional. Houve um jornalista (que não vou citar o nome) que disse, mais ou menos nessas palavras em um programa esportivo da TV por assinatura: “Ele é craque, pode fazer o que quiser. É um exagero o que estão fazendo com o menino”. E o erro - de parte da imprensa e de muitos que cercam Neymar, inclusive o próprio Santos, em certos momentos – foi essa “carta branca”, para não contrarirar o talento do atleta, que apesar de jovem, está longe de ser uma criança. Exemplo disso são declarações de seu empresário, Wágner Ribeiro, que achou “exagerada” a punição pelo desrespeito e indiferença do camisa 11 logo após o episódio. "Não estou defendendo o Neymar apenas por defender. Tenho minhas convicções por conhecê-lo bem. Não estou pondo lenha. Mas não posso ficar quieto ao ver alguém usar uma criança confessa e o pegar para Cristo", escreveu em seu twitter.

O próprio Dorival, um dos pivôs do episódio, poderia ter repreendido Neymar por outros erros (mais irrelevantes, é verdade). Como aplicar chapéus com a bola parada nos adversários, o que aconteceu nas partidas contra o Corinthians, no primeiro semestre, e contra o Avaí, pelo Brasileirão. Porém, o fato dos xingamentos gratuitos fere algo muito mais latente no mundo do futebol: a hierarquia nas quatro linhas. Ofendendo o capitão e o treinador – que sempre defendeu o atacante -, a diretoria santista não tinha outra alternativa senão puní-lo com multa e uma suspensão provisória.

Há de se elogiar a postura do técnico, o elo mais fraco. De contrato recém-renovado ao recusar proposta do Chelsea, Neymar se vislumbrou de vez. Ao exigir a punição para a estrela do Peixe, Dorival não pediu que ele seja maduro de um hora para outra. Exigiu profissionalismo, que é o correto a se cobrar do aspirante a craque, que sacudiu todo um elenco por conta do episódio. E foi o erro na condução de muitos jornalistas ao caso: exigir que Neymar tenha a cabeça de outros jogadores aspirantes ou considerados craques como Ganso, um Kaká ou um Alexandre Pato, por exemplo. O episódio, espera-se, dará uma sacudida em seu mundo. A maturidade e experiência, para a maioria dos adolescentes (imagina os milionários em apenas um ano!) é árdua. Cabe ao Santos olhar a estrela sem conivência, mas dando o suporte que ele precisa.

Neymar é ótimo jogador, goleador desta temporada e fez bem em ficar no Brasil neste momento. Se desculpou e logo poderá ser protagonista pelas belas jogadas, não pelo mimo e máscara exageradas. Precisa repeensar algumas atitudes, "humilhar" seus marcadores/persegudores jogando bonito e objetivamente. Mas principalmente, encerrar a terrível fama de “cai-cai” que já lhe foi dada, acertadamente. Certas coisas virão apenas com o tempo. Mas bem que o talentoso jogador pode fazer uma forcinha para que seu caminho na carreira seja menos árduo.

3 comentários:

Rodrigo Carvalho disse...

Rodada 23>

O Grêmio mostra que esboça sim uma reação e que a vaga pra Sulamericana é uma realidade,podendo quem sabe até beliscar uma vaga pra Libertadores ainda.Basta torcer pra Inter e Santos permanecerem dentre os 6 primeiros e fazer sua parte e tmb contar com a sorte.


Pouco a pouco o tricolor vai crescendo e não acredito mais em descenso.


Já o Avaí a ex-sensação do Campeonato virou junto com o Atlético-MG a real decepção.O galo por ser um time de massa,muito bom no papel e se figurar entre os últimos em 16 rodadas das 23 já disputadas.Um elenco com Tardelli,Diego Souza,Fábio Costa,Obina,Ricardinho e com Luxemburgo no comando deveria estar obrigatoriamente no G 6.Antônio Lopes no Avaí deve sair sim,é questão de tempo,e como os Goianos,Goiás e Atlético estam reagindo,deve entrar logo no z4 fazendo companhia a Atlético-MG e Prudente que não conseguem reagir.

O curioso é que Luxemburgo ainda não caiu,se fosse outro técnico,há várias rodadas já não estava mais no Galo.Ou m,andar Luxa embora ou ele e o Galo cairão pra Segundona.


O Gremio assim como o Atlético-PR e Vasco merecem meus parabéns pois mostraram que tem dignidade e força de superação pra contronar e superar adversidades,sendo que esses 3 tmb ficaram um tempão entre os últimos e se distanciaram.Louvor mais ainda pro furacão que está em 7º e é iminente a chance de conseguir vaga pra Libertadores.Mesmo se eles passarem ainda por mau fase no campeonato,creio que não caem mais pois tem outros times piores.


Creio que o Goiás,que ainda está invicto no segundo turno,com 2 vitórias e 2 empates(só pior que o Cruzeiro no 2º turno)tmb sairá pois com novo presidente e com a motivação dos jogadores e a volta dos torcedores ao Serra Dourada o time passa a ser muito forte.Prova disso foi a goleada no Botafogo.

Quem tem e deve por as barbas de molho é o Vitória,Avaí,Flamengo e Palmeiras,que estão muito próximos do Z4 e precisam mostrar um pouco mais do que tem feito ainda!


www.digaofutebol.blogspot.com

Lucizano disse...

Pois é André, por isso que Neymar pode ficar marcado como mais um Edmundo, Romário etc. Grandes jogadores que ficaram marcados pelas polêmicas que criaram.

Ele ainda tem chance de acertar o caminho. Veremos.

Abs

http://blogdolucizano.blogspot.com/

Jogo Aberto disse...

Boa Noite,Esta afim de trocar de link eu add o link do seu blog e vc add do meu blog?
blz?braços.