5.3.09

Ele (ainda) não está pronto

Depois de toda a polêmica e forte trabalho de recuperação, Ronaldo estreou oficialmente com a camisa do Corinthians. Há quase quinze anos, o Fenômeno não defendia um clube brasileiro e desde outubro de 2005 não atuava oficialmente no país - vitória brasileira sobre a Venezuela por 3-0 válida pelas Eliminatórias da Copa de 2006. Exageros à parte de torcida e imprensa – tanto de quem acredita na sua recuperação quanto naqueles que atestam o final de sua carreira – eu vejo esse acontecimento por dois prismas: O primeiro é a volta de um ícone para casa. Apesar de ter jogado profissionalmente por São Cristóvão e Cruzeiro, Ronaldo saiu muito menino do Brasil e passou a ser conhecido mundialmente após sua explosão no Barcelona, depois de boas temporadas pelo PSV. Como mencionei no post sobre “Ícones em Extinção”, Ronaldo possui as características para ser considerado como tal, mas não de um clube. E sim da representação máxima do futebol tupiniquim, a Seleção Brasileira. Disputou quatro Copas – três como titular absoluto -, esteve em duas finais e tem dois Mundiais e um vice. Três vezes melhor do mundo, maior artilheiro de todas as Copas do Mundo e segundo maior artilheiro da Seleção de todos os tempos (75 gols em 112 jogos), somente atrás de Pelé.

Para muitos amantes do futebol, principalmente na faixa entre 20 e 30 anos, Ronaldo – ao lado de Romário – foi o maior ídolo que todos viram jogar. Vê-lo em campos brasileiros soaria até utópico, mas ele estava ali, em Itumbiara. Mesmo com um exagero – até natural, por tudo que ele representou e ainda representa no auge de seus 32 anos – foi importante para o torcedor e para o próprio Ronaldo vê-lo atuar oficialmente, diante de um adversário que fosse mais frágil. Com a classificação praticamente assegurada quando substituiu Jorge Henrique, a partida ficou em segundo plano. E a grande maioria ficou contente por tê-lo ali, com a bola nos pés. Visivelmente fora de forma para um jogador profissional, Ronaldo arriscou algumas jogadas tímidas, pedaladas e arrancadas. O drible curto diante dos zagueiros do Itumbiara, próximo à grande área mostrou que a velha habilidade ele não perdeu. No entanto, mais do que ritmo de jogo, Ronaldo precisa continuar se esforçando para poder atuar em alto nível, como um verdadeiro profissional.

É aí que entra o outro lado. Ronaldo afirmou que quer ser titular contra o Palmeiras e a maioria da imprensa faz coro com o atacante. No bom campo do Estádio Juscelino Kubitschek, ele pôde fazer sua estréia com tranqüilidade, contra um adversário frágil. Contudo, diante de um Palmeiras embalado no Paulista, mas que beira uma crise pelo mau desempenho na Libertadores, seria insensato colocá-lo com o peso de titular - leia-se resolver o jogo, marcar gols. No campo irregular do Prudentão e contra uma equipe de maior nível técnico, não creio que Ronaldo ainda esteja apto para iniciar a partida, por conta de suas limitações físicas - não técnicas. Pode entrar no decorrer dela, dependendo das circunstâncias.

Ainda assim, com prós e contras e despido de clubismos, esse retorno de Ronaldo foi importante para ele e o torcedor brasileiro em geral que gosta de futebol e o viu em grande forma. Resta saber se ele manterá o foco no restante do processo de recuperação e se poderá atuar aquém de sua capacidade física de outrora, tanto pela idade quanto pelas cirurgias nos joelhos. E quem, em sã consciência, não passaria aquela bola estava em posse de Douglas, para um Ronaldo cara a cara com o goleiro?

12 comentários:

Felipe Brisolla disse...

Um ex-jogador em atividade... foi só o que vi. Uma enganação vendida pela mídia e usada pelo Corinthians para faturar com o marketing...

É simples... ele vai fazer alguns gols em jogos inexpressivos, jamais vai ajudar o time com suor e garra e vai embora depois de uma fatídica temporada... Simples assim...

Se quisesse, poderia ao menos atingir uma forma decente e ajudar o time. Não estou pedindo que seja o craque de outrora, apenas um jogador dedicado e esforçado.... mas ele não quer...

Triste para o Corinthians, para os brasileiros, e para o Futebol...

Mas ele não tem com o que se preocupar, afinal, sempre vai haver os tolos para acreditar em ilusões...

André Augusto disse...

Eu acho que vc entendeu errado. É latente que ele está muito aquém da forma física de um profissional, mas acho que entrar em campo, sentir o calor do jogo e o carinho dos que o querem ve-lo bem é importante e faz bem para o restante da recuperação dele. Só o que não pode acontecer - e eu acho que ficou claro no post - é de se queimar etapas e exigir dele algo que ele não pode corresponder. Pelo menos ainda não.

Apesar do episódio da balada (que foi abominável), ele vem treinando forte e se dedicando. Se ele continuar por esse caminho, pode sim rapidamente readquirir forma e jogar como um verdadeiro atleta e não só pelo nome.

gerson disse...

andré, realmente sem chance dele jogar contra um time contra o palmeiras. seria um tiro no pé. tem q colocar ele apenas contra perebas da copa do brasil e times mais fracos do paulistão, pra ele dar suas corridas. Qto à volta dele a um nível de primeira linha, só se ele tiver muita força de vontade, o que não se vê muito nele. Acho q a preocupação maior do cara é com o contrato com a nike.
Ah, vou colocar aqui o q escrevi sobre o teu comentário lá no blog:
"andré, eu se fosse dirigente do corinthians tb colocaria ele em campo. mas vendo pelo lado do atleta, que sempre preservou a imagem de um jogador fora de série, pra ele não é uma boa apresentar-se em campo gordo daquele jeito. o cara tá largo demais. é incrível que ele não tenha diminuído mais o seu peso, pois a gente sabe q os caras fazem milagres nesses clubes. no final de janeiro joguei com um parceiro de pelada que é profissional, q tem contrato com um grande clube de SP, mas tá afastado do grupo. O animal tava gordo, jogando só na espera. até brinquei que ele tava correndo menos do que eu. e tava mesmo. Agora no carnaval encontrei ele de novo no futebol. Em pouco mais de duas semanas ele perdeu muito peso e já tava correndo bem melhor. Era outro cara.
Por isso te digo: como pode o ronaldo não perder peso assim tão fácil? será que ele tem tanta dificuldade pra perder peso ou falta disciplina por parte dele? Eis o mistério.
Abraço!"

Vinicius Grissi disse...

Ronaldo ainda não está 100%. Mas só vai atingir o nível desejado jogando. Até lá, é preciso cuidado e paciência com ele. Que fora de forma e em pouco tempo, mostrou ser capaz de dar muitas alegrias aos corinthianos.

Deni disse...

paokspaokspoaksapokspoa
era pra esse cara tá agora passendo em milao com a esposa..jogando bihar com outra pessoa q estará em breve numa montagem q me vio a ccabeça agora..

parabens pelo blog.
chupa cortinhains!

www.bagageirodocurioso.spaceblog.com.br

Deni disse...

**godtei da contagem regressiva pra copa"

Leandrus disse...

O ideal para Ronaldo é voltar aos poucos, já que voltou de uma séria contusão e está muito longe da melhor forma física. Por mais que possa ser um jogador diferenciado, ainda não está pronto para começar jogando, talvez nem para aguentar 45 minutos, ainda mais num jogo tão duro como será contra o Palmeiras.

E nessa volta Ronaldo vai precisar mais do que nunca fazer algo que pouco fez na sua carreira, que é se preservar e cuidar de seu corpo. Se não fizer isso, corre o risco de voltar aquela sequência de contusões e até sofrer uma séria novamente.

Felipe Moraes disse...

Ainda não, mas torço para que esteja em breve. Não há como não torcer por ele.

Abraço,
Felipe Moraes

Rafael Zito disse...

Neste final de semana, o Blog Jornalismo Esportivo inaugura um novo quadro que se chamará Opinião. O primeiro assunto é o retorno do atacante Ronaldo aos gramados e já deve ser lançado como titular contra o Palmeiras ou se deve entrar apenas durante o confronto.

Vejam as opiniões dos integrantes sobre o tema da semana.

www.esportejornalismo.blogspot.com

Felipe Brisolla disse...

Por isso eu gosto desse blog, pois aqui, as pessoas que opinam normalmente sao sensatas...

Excelente a opiniao do colega Gerson... Resumiu muito bem a falta de vontade do ex-jogador em questao....

Guilherme disse...

Tb me chama a atenção o fato do Ronaldo demorar tanto a ficar em forma, já que conta com especilistas dando toda assistência. Apesar de torcer pela recuperação do fenômeno, acho que ele prefere os churrascos da vida a se empenhar de verdade pra recuperar seu antigo futebol.

Blog do PP disse...

André, Realmente! O Ronaldo precisa de mais tempo para se recuperar. Ele voltou "cedo". Tenho receio dele contra o Palmeiras. Se o Mano Menezes colocá-lo logo no início, vão partir pra quebrar ele. E aí... Abraço, PP