10.12.08

Jogada fenomenal?

Ronaldo voltará a atuar no futebol brasileiro. O anúncio do acordo entre o Fenômeno e o Corinthians pegou a todos com certa surpresa, já que se imaginava que o atacante iria acertar sua volta para o Flamengo ou para algum time médio da Europa. Como marketing, uma baita jogada para ambos os lados, como pôde ser observado no esgotamento de camisas do Timão grafadas com o seu nome na mesma tarde do anúncio e posterior veiculação da notícia pelo mundo da bola. Mas e dentro de campo? O que esperar do R9?

Apesar dos 32 anos – se considerarmos a idade para um atleta world-class, nada ruim para atuar no futebol brasileiro – Ronaldo é um caso à parte. A situação dele é muito mais delicada que na época da sua primeira grande recuperação na Copa de 2002 ou de sua chegada ao Milan após problemas no Real de Capello, em 2007. Na época, os diagnósticos da situação dele escritos no post Recomeço (31/01/2007) eram praticamente os mesmos: Um jogador que busca a reafirmação, amparado no seu histórico de superação. O agravante desta vez é a recuperação de outra contusão, desta vez no joelho esquerdo. Ao mesmo tempo terá de mostrar que está motivado, e principalmente, se afastar das polêmicas extra-campo que tanto lhe deram destaque negativo ultimamente. Outro ponto é a participação vital de Mano Menezes. Ele será o principal responsável pela adaptação de Ronaldo a filosofia implementada por ele mesmo no resgate corinthiano em 2008. Terá de gerir com maestria para que toda a mídia e badalação que cercam o Fenômeno não se tornem negativas ao elenco. Terá de ser o motivador maior de Ronaldo – quando este tiver recuperado totalmente – dentro de campo, administrando a pressão de colocá-lo em campo depressa, por conta da ansiedade da mídia, torcida e até mesmo da diretoria.

Mas em forma e recuperado, principalmente psicológicamente, Ronaldo poderá render bons frutos. Além de ser uma “entidade” da fase contemporânea do história do futebol brasileiro – disputou as últimas quatro Copas, três delas envergando a camisa nove, sendo o maior artilheiro de todos os tempos, com 15 gols – Ronaldo será amplamente explorado pelo departamento de marketing do Corinthians, o qual mostrou muita capacidade no último ano. O primeiro efeito será no patrocínio de camisa. Com a saída da Medial já cravada, parece certo que o próximo patrocinador pagará bem mais para associar sua marca ao Corinthians de Ronaldo. Outro ponto é que o time necessita há tempos de um centroavante de ofício e qualificado. Desde a saída de Tevez em 2006, a equipe pena para achar seu matador. O que chegou mais próximo disso foi Herrera, de presença incerta para o elenco do próximo ano. Apesar de esforçado e de sua evolução em 2008, o argentino ainda está aquém do centroavante ideal.

A torcida deverá ter paciência para vê-lo jogar. A contusão da qual ele está se recuperando é delicada e sua forma ainda deixa muito a desejar. Se não houver afobação, ele terá a oportunidade que merece, conhecedor da pressão e expectativa que serão depositadas nele. E se demonstrar motivação e profissionalismo que se espera, a torcida o acolherá de braços abertos. "Ele quer a Copa do Mundo de 2010. Se quisesse só dinheiro iria para o Manchester City ou para o mundo árabe, onde as ofertas são estratosféricas. Se quisesse só gozar a vida, ficaria no Flamengo, com as maravilhas do Rio. Mas está disposto a abrir mão de grana e de mostrar que quer voltar para valer. E conosco, pode escrever. Sim, aqui tem um bando de loucos, mas, repito, pode escrever", afirmou um empolgado Luís Paulo Rosemberg, vice de marketing do Timão ao Blog do Juca Kfouri. E por tudo que o Fenômeno fez, representou e ainda representa para o futebol brasileiro, ele ainda é merecedor de uma chance para jogar de verdade e caminhar para sua aposentadoria com dignidade.

Segundo Antônio Carlos Zago, diretor de futebol, o contrato do Fenômeno tem duração de um ano, com opção para mais um. Se ele for bem, poderá ser o grande figurão do Corinthians para o centenário em 2010, com um Corinthians ávido pela possibilidade de disputar e conquistar a cobiçada Libertadores e com Ronaldo disputando seu primeiro torneio internacional defendendo uma equipe brasileira. Seria um resgate para ambos, que atravessaram fases difíceis, mas que arquitetam planos ousados para o futuro próximo. Pelo menos aparentemente.

9 comentários:

Erick Amirat disse...

Essa contratação é arriscada. Em termos de marketing e dinheiro, o Corinthians fez um gol de placa. Vai lotar os estádios e vender milhares de camisas. Agora precisamos ver o que o elenco vai achar de ter um jogador com esse nome no meio dele. A chance de jogadores medianos resolverem fazer corpo mole e falar: "Ele ganha X, ele que jogue então." Isso pode ser um gol contra no clube.

Breiller disse...

A contratação do Ronaldo pelo Corinthians é um negócio bem parecido à transação envolvendo Milan e Ronaldinho Gaúcho.

Contrato de risco, que, pelo menos, deixa a garantia fora do campo: se não render com a bola no pé, rende receitas e mais receitas nos bastidores.

O Gaúcho quando chegou no Milan vendeu igual água e já tem uma porção de produtos licenciados aliando sua marca à do clube italiano.

E por lá o brasileiro tem mostrado futebol, deixando de lado a má fase. Se acontecer o mesmo com o Ronaldo, o Timão só tem o que comemorar: cracaço, do mesmo naipe do Gaúcho.

Thyago 2.0 disse...

Fudeu véio.....

Filipe Araújo disse...

Excepcional ação de Marketing. Nada além disso.

Saludos!

http://gambetas.blogspot.com

carlos pizzatto disse...

Para mim ele ainda vai, dentro de campo, dar alegria à nação alvinegra.

Rafael Iglesias disse...

Gostei do Blog. Analisei na comunidade "Eu tenho um blog". Gostei tanto que add aos meu links do blog. Visita lá: www.rafael.iglesias.zip.net

Arthur Kleiber disse...

Grande feito do Corinthians, que deve levar mt grana e não tem nada a perder, ao contrário de Ronaldo. Além de provar a si mesmo que ainda tem condições de jogar em bom nível (claro que não o mesmo de anos atrás), sua imagem está atrelada ao seu desempenho dentro de campo. Outro fator é que sempre vimos os seus jogos na Europa com as edições dos melhores momentos e gols. Aqui no Brasil, qualquer lance será visto e julgado pelos milhões de torcedores e pela mídia. Mesmo estando muito acostumado com a pressão, dessa vez será uma coisa inédita pra ele. Torço muito para que ele volte a jogar bem.

Fábio Leopissi disse...

Uma jogada de mestre. Como disse o Arthur, o Corinthians não tem nada a perder. Como markting já esta colhendo os frutos e vai ganhar ainda muito mais. Se o Ronaldo não jogar, é fim de carreira e o time do Parque São Jorge estará com o dinheiro no bolso. Se o Ronaldo corresponder, ganham os dois, o Corinthians duplamente.
O Cointhians só perde em um aspecto: se o grupo se dividir, como disse o Erick. Aí o risco de uma temporada amarga acontecer novamente voltará a assombrar.

Felipe Brisolla disse...

Ok! Ótima jogada de marketing... Agora, por mais que o torcedor goste de ver o clube enriquecer, o importante mesmo é titulos... E só pela declaração abaixo do Ronaldo, dificilmente ele vai render bons frutos dentro de campo.

"Acho que o Paulistão será como um estágio para essa minha recuperação. Talvez para o Brasileiro eu esteja 100% fisicamente e tecnicamente". (Globo.com)

TALVEZ??? Como assim talvez Ronaldo?? Cinco meses não são suficientes?? Por essas e outras, ele nunca mais foi o mesmo...