2.5.10

Justo e merecido: Santos campeão


Com uma partida sensacional, chegou ao fim o Campeonato Paulista de 2010, coroando com o título a excelente equipe santista. Mesmo com a vitória do Santo André por 3 a 2, o Santos foi campeão por ter tido melhor campanha na primeira fase. Merecidamente, diga-se de passagem! O resultado só valorizou ainda mais as duas equipes, mostrando que o Santos não é infalível e que o time do ABC não chegou a final por acaso.

Foram 72 gols em 23 jogos, média superior a 3 por partida. Jogadores como Marquinhos, Arouca, André e Robinho jogaram muito. Mas ainda sim foram coadjuvantes de luxo de uma dupla que encantou o país: Paulo Henrique Ganso e Neymar jogaram demais, não pipocaram nos momentos de pressão e chamaram a responsabilidade nos jogos decisivos, sejam os clássicos como nas finais. Será uma pena se os dois não estiverem na África do Sul.

Se a defesa não inspirava aquela confiança, o ataque compensava. Em alguns momentos, guardadas as devidas proporções e sem comparações, chegou a lembrar o Santos de Pelé e cia., no esquema de fazer mais do que tomar para vencer. Méritos também para Dorival Júnior, que soube utilizar seus talentos, quebrando a cabeça para deixar em campo tantos bons e ofensivos jogadores sem fazer o que tanto gostam os técnicos brasileiros, colocar volantes brucutus que não fazem nada senão destruir.

A diretoria também merece aplausos, pela montagem do elenco. Ainda que contando com um pouco de sorte, o presidente Luis Álvaro de Oliveira conseguiu reunir muitos talentos. Madson e Zé Eduardo, por exemplo, foram reservas que sempre corresponderam quando solicitados. Jamelli, ex-jogador e gerente de futebol do Santos, também merece lembrança.

A alegria e brincadeiras dos jogadores mostrada nas comemorações mostra que é possível jogar por prazer. Os garotos são unidos, e em nenhum momento se viu uma briga de egos tão comum nos grandes clubes brasileiros. Robinho, até então acostumado a ser o centro das atenções, assumiu sua nova "função tática" e deixou os garotos brilharem. André, artilheiro na competição, foi para o banco sem reclamar. Os salários astronômicos de alguns jogadores não foram motivo de reclamação. Os jogadores são amigos, se divertem em campo.

Na contramão dos Meninos da Vila, São Paulo, Corinthians e Palmeiras decepcionaram. O alviverde foi uma vergonha, lamentável mesmo. O alvinegro não justificou o alto investimento e o elenco com jogadores tarimbados e também ficou de fora das semifinais. O tricolor até conseguiu ir mais longe, mas com um futebol pragmático e sem graça, sendo eliminado de forma categórica e indiscutível. Os dois últimos ainda tiveram a desculpa da Libertadores. Já o palmeirense nem isso para consolar.

Também fazemos uma retificação em relação ao Botafogo. Tido pelo Opinião FC como um clube que brigaria para não cair (foram contratados 28 jogadores para o Paulistão!), surpreendeu e chegou até a sonhar com uma vaga no G-4. Acabou com o título de Campeão do Interior. Parabéns ao Botinha.


Este é um texto de um torcedor que assistiu seu time ser destroçado pelo Santos, e ainda sim se viu torcendo por Paulo Henrique Ganso, Neymar e cia. Porque o bom futebol deveria sempre prevalecer. Assim como o Barcelona já mostrou, é possível ganhar e jogar bonito. Não podemos ficar reféns do resultado, apesar de reconhecer que um time vive de títulos e não de espetáculo. Mas é preciso quebrar esse paradigma. E sem amargura.

5 comentários:

Blog do Carlão - Futebol é nossa área disse...

Sinceramente, não vejo esse paradigma.

Felipe Brisolla disse...

O Título foi justo, mas com gosto amargo de quem na "h" não soube ser decisivo. Isso pode pesar na Copa do Brasil.

Vinicius Grissi disse...

Passando por aqui para convidar você e todos os leitores do blog para participar de mais uma edição do Bolão Marcação Cerrada do Campeonato Brasileiro. É só entrar no blog e se cadastrar até sexta-feira.

Aproveite também para inscrever seu time na liga M.Cerrada no Cartola.

Abraços!

Lucizano disse...

Arthur, se o Santos não levasse o caneco seria realmente injusto, mas o Santo André fez um ótimo Paulista.
Fico imaginando as possíveis comparações com a seleção de 82 caso o Santos tivesse sido derrotado.

Abs

http://blogdolucizano.blogspot.com/

Mafer Rodrigues disse...

Rá! Ainda bem que vcs fizeram uma retificação sobre o Botinha. Poxa, mal tinha começado o campeonato e vcs já estavam falando que era um time que provavelmente cairia... kkk Para ver como futebel tem algumas surpresas. O botinha foi uma boa supresa.
Parabéns ao blog, está cada melhor!
Beijos