30.5.10

O sonho continua

Depois de seis meses à frente do Internacional, o uruguaio Jorge Fossati não é mais o técnico do clube. Nem mesmo a classificação para as semifinais da Copa Libertadores foram suficientes para manter o treinador no cargo. Apesar de ser contra a demissão de técnicos por causa de maus resultados, acho que foi a melhor coisa a ser feita no Inter.

Pelo menos a imagem que se passava para a mídia era a da falta de sintonia entre atletas e o uruguaio, que não estava fazendo com que a equipe jogasse com todo o seu potencial. Com o elenco que tem, o Inter ficou devendo futebol nesse primeiro semestre, tanto no Gauchão quanto na Libertadores. O início no Brasileiro, mesmo disputando o torneio continental concomitantemente, mostra isso: em foram três derrotas em quatro jogos, sendo duas para concorrentes ao título (Cruzeiro e São Paulo, em casa), e uma para o Vasco, time que brigará pela Sul-Americana, mas na parte debaixo.

O volante Sandro, apesar de evitar avaliar o trabalho do uruguaio como comandante do Inter, disse que espera que o novo treinador dê mais sequência a equipe titular, já que Fossati vinha promovendo muitas mudanças e sendo alvo de críticas por isso.

A paralisação para a Copa do Mundo virá em boa hora para o Inter: o novo treinador terá tempo para conhecer, treinar e definir a equipe para a sequencia no Brasileiro e para a decisão caseira contra o São Paulo pela Libertadores, principal objetivo dos gaúchos para a temporada.

O sonho do bicampeonato ainda se mantém. A derrota para os paulistas, no Brasileiro, não teve todos os titulares em campo desde o início. Certamente o hexacampeão brasileiro enfrentará um time muito modificado no dia 28 de julho, data da primeira partida da semifinal.

4 comentários:

Blog do Carlão - Futebol é nossa área disse...

Fernando Carvalho sempre opta pela continuidade. Se Fossati saiu, saiu porque a situação estava insustentável.

Vinicius Grissi disse...

Fossati não conseguiu fazer com que um elenco extraordinário jogasse bem. Uma pena, pois é um bom técnico e eu torcia por ele quando chegou.

O Inter agiu bem e agora deve escolher sem erros seu novo técnico, já que grandes desafios estão por vir.

Lucizano disse...

Ok saiu Fossati, vai trazer quem? Felipão e Abelão poderiam mudar algo, Mário Sérgio e outros não.
O Inter não vem jogando bem e não convenceu até aqui.

http://blogdolucizano.blogspot.com/

Flávio Benvenuto disse...

Não concordo com mudanças de treinadores, ainda mais no meio do processo. No entanto, se alguma mudança deveria ser feita, o momento é agora quando haverá tempo para o próximo treinador dar a sua cara a equipe. Porém, a escolha do futuro treinado precisa ser feita a dedo: dentro os nomes, talvez Abel Braga, devido apenas a sua identificação com o clube, possa surtir efitos.